CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS

e aqui estar o início!
para haver no fim...
champions que se consagram.
nomeações unesco para a paz e outros
e mesmo assim ganham-se goya's,
em cima os campeonatos
à esquerda o progresso,
à direita o esquecimento,
há em baixo o (h)allgarve de entrada,
a esvaziar sangue esvaíndo-se.
angola,kosovo...
deixa-os em timor, eua, brasil,
que envelhece e perde os filhos.
sou do país onde nasci,
ao juramento anti-marasmo.
prometo fidelidade
espírito fervente.
em errados estádios de
e de estados de sítio
filho de despezismos
disparadas para smokings furados.
na ponta de carjacker's em andamento
sobrevivo às noites projectadas
que me largaram,
ilumino o escurismo em
sou fruto do "porreirismo-pazismo",


portugal

3 !nv3rt3w:

aNGie ha detto...

depois dos enaltecimentos Camonianos à ocidental praia lusitana, os saudosismos de uma anterior grandiosidade lusa de Pessoa.. eis que surge, por mãos de um poeta desconhecido a crueza de uma descrição sóbrio deste nosso protugal..

que posso dizer mais?
em cada palavra, deixo-me surpreender..
obrigada por cada pedaço de vida que me concedes!

amoro-te!

mariazinha ha detto...

beijo*

deste retrato luso.
gostei muito

:)

Fada ha detto...

Concordo com os 2 primeiros parágrafos de Angie... Mais não poderia dizer, ficou tudo dito por ambos!

E gostei do "porreirismo-pazismo"! :p

Beijito